Segundo o jornal Diário de Leiriaomaior presépio animado do país vai estar na Vila dos Sonhos, no Parque dos Monges, Alcobaça. O presépio, que inicialmente esteve em Penela, chegando a atrair no mês de dezembro 50 mil pessoas, muda-se para Alcobaça com 150 peças, 70 mil parafusos e mês e meio de muito trabalho.

Joaquim Roxo foi o autor dainiciativa, pois desde os tempos de criança ajudava o pai, sacristão, a montar o presépio na igreja.

O presépio é constituído por figuras de madeira, feitas de forma artesanal e vestidas com vestuário feitopela esposa. Os cenários são alusivos à época do nascimento de Jesus. Opresépio ilustra a antiga Nazaré, que tinha casas feitas de palha. Para além das figurasdos presépios tradicionais, neste há carpinteiros, rachadores de lenha, cesteiros, padeiros, ferreiros e oleiros.

Para Joaquim Roxo, trabalhar a cortiça é o maior desafioe apesar de as figuras serem as mesmas, valoriza o facto de o presépio ser diferente todos os anos.

No ano passado, a localidade de Bica, freguesia de Cela, concelho de Alcobaça, acolheu o maior presépio animado do país. Os Bombeiros Voluntários de Leiria criaram um presépio com carros acidentados para alertar para os números de sinistralidade rodoviária.

Este ano a localidade de Priscos, concelho de Braga, vai receber o presépio ao vivo de Priscos. Aquele que é considerado o maior presépio ao vivo da Europa é representado por várias personagens, nomeadamente ferreiros, sapateiros, serradores, camponeses, tecedeira, oleiro, padeiro, pastores, rabino e vendedores de peixe e legumes.

No presépio estão representadas personagens como os Reis Magos, os doze apóstolos, Moisés e muitos animais.

São Paio de Oleiros, em Santa Maria da Feira, comemora a 11º edição do Maior Presépio do Mundo em Movimento. Com cerca de 2.000 metros quadrados e 7.000 peças montadas, o projeto nasceu pela mão de Manuel Jacinto.O diretor da marca Cavalinho diz queo projeto vai ser sempre de visita gratuita.

O movimento das peças em tamanho real foi confiado a Jorge Moreira, metalúrgico.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo