Um homem, de 47 anos, foi acusado pelo Ministério Público pela prática de dois crimes de roubo agravado, na forma consumada. Em causa está um roubo alegadamente praticado no início do passado mês de Abril no concelho de Alcobaça. Na ocasião, o arguido terá agredido, com extrema violência, um casal de idosos de 83 e 79 anos. O homem, que foi detido junto à residência das vítimas, aguarda julgamento em prisão preventiva.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informação tornada pública pela Procuradoria da Comarca de Leiria, no dia 14 de Junho, a acusação foi deduzida pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Alcobaça, e refere-se a factos ocorridos no passado dia 3 de Abril, por cerca das 17 horas, na localidade de Charneca do Carvalhal, na freguesia de Turquel. O arguido foi detido no próprio dia, junto da residência do casal de idosos, tendo a investigação sido realizada pelos militares da Guarda Nacional Republicana do posto territorial da Benedita.

Publicidade

Presente ao juiz de instrução criminal, foi-lhe decretada a medida de coacção mais agravada, a prisão preventiva.

De acordo com a respectiva acusação, o arguido abordou o casal de idosos, com 83 e 79 anos de idade, por cerca das 17 horas, do referido dia 3 de Abril, no interior da sua residência. Ao abrir a porta da casa, o idoso foi imediatamente empurrado pelo arguido que, já no interior da habitação, agrediu o octogenário com murros, fazendo-o cair.

Com a vítima prostrada no chão, continuou a agredi-la, com um cabo de uma enxada, em madeira, dando-lhe várias pancadas em diversas zonas do corpo, como pernas, braços e peito. Depois, o assaltante dirigiu-se à mulher, puxando-lhe a cadeira onde esta estava sentada, atirando-a para o chão. Com a vítima no chão, o homem desferiu-lhe várias pancadas com um andarilho e pontapés na cabeça, ameaçando-a de morte se ela continuasse a gritar.

Terá voltado a agredir o idoso, novamente com o cabo da enxada, exigindo-lhe que dissesse onde tinha dinheiro.

De acordo com a mesma acusação, citada pela Procuradoria da Comarca de Leiria, o arguido abandonou o local com 150 euros em dinheiro e diversos artigos, como um relógio, atoalhados, produtos de higiene, uma televisão, uma moto-serra, um compressor e uma roçadora, que colocou no interior do seu automóvel.

Publicidade

Contudo, o arguido viria a ser detido, naquele momento, pelos militares da Guarda Nacional Republicana que patrulhavam a zona. Na sequência do roubo, as vítimas sofreram várias lesões, como hematomas e fracturas, estando o idoso ainda hospitalizado devido aos ferimentos sofridos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo