A estação de Santa Apolónia poderá dar lugar a um jardim. A ideia é de Manuel Salgado, vereador da Câmara Municipal de Lisboa na área do planeamento e urbanismo. A sugestão não é unânime, gerando críticas entre os membros da oposição no executivo da autarquia. De acordo com o Diário de Notícias, a possibilidade está em cima da mesa para o futuro da capital.

Manuel Salgado explica que Entrecampos tem a tendência de ser, cada vez mais, a estação central de Lisboa, o que poderá permitir "libertar muitas áreas de apoio ferroviárias", podendo estas ser alteradas para fora do centro de Lisboa.

Publicidade
Publicidade

Outra hipótese em equação é transformar a área portuária, relocalizando a plataforma de contentores para o Barreiro. Assim, defende o vereador, seria possível redesenhar alguns pontos da cidade e, consequentemente, "ganhar um grande espaço para usufruto público".

Desta forma, Santa Apolónia poderá ser desactivada na totalidade ou apenas parcialmente, mantendo-se o edifício. A zona poderia ser transformada num jardim, mas por agora tudo não passa de uma ideia no papel.

Estação centenária 'enfrenta' ameaça de encerrar.
Estação centenária 'enfrenta' ameaça de encerrar.

Até porque a histórica estação recebe mensalmente uma média superior a 236 mil passageiros, tendo recentemente recebido também uma estação de Metropolitano. Manuel Salgado sublinha, no entanto, que há poucas pessoas vindas do norte a sair em Santa Apolónia, cujo edifício também "está muito desocupado".

Estação centenária

Santa Apolónia cumpriu recentemente os seus 150 anos, servindo a Linha do Norte. É um dos quatro terminais do centro de Lisboa - os outros são Cais do Sodré (Linha de Cascais), Sul e Sueste (Linhas do Sul e do Sado) e Rossio (Linhas de Sintra e do Oeste).

Publicidade

Chegou a acolher o serviço expresso internacional entre Lisboa e Madrid, entre 1967 e 1989. Foi também o palco da chegada de Humberto Delgado em 1958, recebido em grande euforia perante a perspectiva de derrotar António de Oliveira Salazar nas eleições desse ano.

Apesar de receber o Metro de Lisboa a partir de 2007, esta já não é a primeira vez que a autarquia de Lisboa equaciona encerrar Santa Apolónia para os comboios. Em 2008, o agora anterior presidente António Costa sugeriu transformar a histórica estação para começar a servir o terminal de cruzeiros.

Leia tudo e assista ao vídeo