Anúncio
Anúncio

Jorge Jesus já provou que pode ser de tudo um pouco; começo a pensar que num futuro muito próximo o Benfica estará melhor sem ele. Este homem pode ir de bestial a besta em pouco espaço de tempo; o trabalho que tem feito no Benfica tem sido muito notável, o que podemos considerar a parte bestial, mas no que se refere aos jogos decisivos tem sido uma autêntica besta. Depois de já ter pedido jogos muito decisivos, continua com a mesma teimosia. Ontem foi mais um desses casos; no receio de perder o conforto da liderança do campeonato, montou uma equipa mais preocupada em defender do que em vencer, e correu o risco de sair de Alvalade com uma derrota.

Tal como aconteceu nas finais europeias perdidas, com o campeonato que perdeu no último jogo com o FC Porto, o jogo com o Sporting pecou pela falta de ambição.

Arrisco até que neste tipo de jogos Jorge Jesus tenta imitar o que Mourinho fez quando treinava o Inter de Milão, quando venceu a Liga dos Campeões frente ao "Super Barcelona".

Advertisement

Existem momentos em que deve ser humilde e reconhecer que o adversário é mais forte, o que não é o caso deste Sporting.

O Benfica já demonstrou que não é inferior a qualquer uma das equipas do campeonato português, sendo a classificação prova disso. O Benfica continua em vantagem pontual, embora agora seja apenas de 4 pontos. A equipa entrou numa fase em que necessitava de estar tranquila, mas encontra-se instável. Depois da derrota com o Paços de Ferreira, jogo em que podia dilatar a vantagem e agora com este triste empate com o Sporting, voltamos a ver o Benfica trémulo nos momentos decisivos.

A vantagem pontual mantém-se, mas psicologicamente a equipa começa a perder o ânimo, o que pode ser muito perigoso. Prevejo um resto de campeonato muito difícil e muito tenso, onde os reflexos de finais de campeonatos dramáticos voltam a assombrar os adeptos da Luz.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

Jorge Jesus tem um discurso muitas vezes diferente das suas atitudes de líder de equipa, elogiando muitas vezes os jogadores e dizendo que é uma equipa de elevadíssimo nível, o que é verdade; mas logo depois, num jogo que diz ser para ganhar, monta uma estratégia defensiva.