Caro Sr. Lopetegui,

Ao ouvir a sua análise no rescaldo no FC Porto - Gil Vicente senti o dever de o esclarecer de alguns aspetos que, infelizmente, não lhe facultaram, no sentido de tecer considerações mais fundamentadas sobre a Liga que disputa.

Relativamente ao desempenho do seu FC Porto frente ao SL Benfica, sugiro que consulte as estatísticas dos referidos encontros, no sentido de não transmitir uma perspetiva errada do sucedido. No Dragão, encontro que o Benfica venceu por 0-2, verificou-se um ascendente do FC Porto que se traduziu em 55% de posse de bola e mais 1 remate à baliza do que o Benfica. Um Futebol mais pragmático do Benfica e uma incompetência defensiva do FC Porto traduziram a diferença no marcador.

Já no jogo da segunda volta, o Benfica alcançou uma posse de bola de 54%, tendo o mesmo número de remates à baliza do que o FC Porto. Neste sentido, não consigo ver a superioridade que tanto apregoa e faz crer ser verdadeira.

Relativamente à Liga dos Campeões, devo reavivar a sua memória para o seguinte:

O FC Porto teve em sorte um grupo que continha o BATE Borisov, o Atlético de Bilbau e o Shaktar. Caso não tenha noção, posso esclarecê-lo que o BATE milita e é líder da liga bielorussa, o Atlético de Bilbau, após uma recuperação assinalável, é agora 8º da Liga Espanhola e o Shaktar, equipa mais cotada, é o 2º classificado da liga ucraniana.

Já o Benfica defrontou o Mónaco, Bayer de Leverkusen e Zenit, que são apenas o 3º classificado da liga francesa, o 4º da liga alemã e 1º da liga russa, respetivamente.

Os melhores vídeos do dia

Não sei se isto é suficientemente óbvio para perceber os incomparáveis índices de dificuldade entre os dois grupos, e se é verdade que que contra o Bayern marcaram mais golos do que o Benfica em toda a fase de grupos, também não é menos verdade que o Benfica sofreu tantos golos na fase de grupos como o FC Porto no jogo com o Bayern de Munique na Alemanha

Não quero também deixar de realçar que, com a exceção do jogo com o Bayern em casa, o FC Porto não foi capaz de vencer qualquer jogo na Champions com um índice de dificuldade médio-elevado: empatou os dois jogos com o Shaktar e perdeu um com o Bayern, uma vez que, quer eu quer o sr. Lopetegui, sabemos que o Basileia também é bastante inferior ao FC Porto.

Relativamente ao "manto" que cobre o Benfica, o sr. Lopetegui seria muito mais credível se falasse abertamente do sucedido no jogo do FC Porto em Penafiel, nos jogos com o Braga e apenas assim teria legitimidade para falar daquilo que vulgarmente apelidam de "colinho" do Benfica.

Peço-lhe para fazer a contabilidade dos pontos em que os erros de arbitragem tiveram influência e talvez se espante com o resultado!

Por fim, espero que os dirigentes do SL Benfica não respondam a esta provocação e apenas a conquista do campeonato será a resposta conveniente a todas estas provocações e, caso tal aconteça, relembro-lhe que com o maior orçamento da história do FC Porto conseguiu perder todas as competições. A responsabilidade não pode ser só externa!

Talvez um dia venha a perceber que a autoanálise é essencial para o nosso desenvolvimento, que o futebol português tem muitos anos de história e que não faz o menor sentido um treinador do FC Porto falar de erros de arbitragens…

Saudações desportivas!