Muitas fontes de notícias vêem afirmar que Hillary Clinton "fez história" ao ser a primeira mulher candidata por um dos dois principais partidos dos Estados Unidos, mas ela ainda não é a nomeada democrata. Segundo dados oficiais apresentados pelo estado da Califórnia, ainda faltam contar mais de 2 milhões de votos. Apesar das estações de televisão estarem a dizer que 100% dos votos estão contados, tudo isso é falso. Desses mais de 2 milhões, muitos são boletins provisórios e votos por e-mail, que só chegaram no dia das primárias.

Publicidade
Publicidade

Mais de 3.4 milhões de votos já foram contados no lado democrata, mas estima-se que cerca de 6 milhões de pessoas tenham votado.

Hillary Clinton tinha sido declarada vencedora da Primária Democrata na Califórnia, mas tudo isso pode mudar, já que se diz que Bernie Sanders é altamente favorecido entre os votos que ainda estão para ser contados. A diferença entre os dois candidatos está nos 438 mil votos, podendo o resultado ficar muito mais equilibrado ou até virar a favor de Bernie, dando-lhe uma importante vitória.

Comício de Bernie Sanders em Sacramento, na Califórnia
Comício de Bernie Sanders em Sacramento, na Califórnia

Ou seja, depois da contagem dos votos que faltam, tudo poderá mudar, e a falsa coroação de Hillary Clinton poderá ser desvendada. 

Também tem havido denúncia de fraudes, como o facto de Hillary ter sido declarada a presumível nomeada democrata no dia anterior à primária com a ajuda de um superdelegado anónimo, a maioria dos votos provisórios serem dados a pessoas registadas como "Sem Preferência" que favorecem altamente Bernie, e as estações de televisão estarem a declarar Hillary a vencedora com 100% dos votos apurados, apesar de estimar-se que só 56% dos votos terão sido contados até agora.

Publicidade

Hillary Clinton tem neste momento 55.8% dos votos contra 43.2% para Bernie Sanders, mas se os votos provisórios e os votos por e-mail forem contados corretamente, então poderemos ver uma mudança. Esta polémica surge após muitas outras, incluindo no Kentucky, onde misteriosamente alguns milhares de votos foram perdidos e Bernie Sanders acabou por perder; no Arizona, onde os locais de voto foram reduzidos substancialmente , e centenas de milhares de pessoas foram proibidas de votar; em Nova Iorque, onde as afiliações partidárias foram mudadas e muitos foram proibidos de votar; no Porto Rico, onde os locais de voto foram reduzidos tal como no Arizona, e Missouri, Illinois e Massachusetts onde as sondagens feitas com pessoas que tinham ido votar mostraram Bernie Sanders a ganhar mas o resultado oficial apontou uma vitória de Hillary.

Tudo isto tem aumentado ainda mais o sentimento "Bernie Or Bust", apoiantes de Bernie que dizem não apoiar Hillary Clinton na eleição geral, e as críticas ao Partido Democrata. Além disso, tem sido uma prova de que nos Estados Unidosn apesar de se tentar transmitir uma imagem de democracia e liberdade, isso não existe lá. A democracia americana está longe de ser perfeita e com estas eleições mostra-se como talvez a mais frágil das sociedades ocidentais.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo