"Me Before You" é o nome do filme que tem apaixonado muitos amantes da sétima arte. Inspirado no livro de Jojo Moyes e protagonizado por Emilia Clarke (Lou) e Sam Claflin (Will), o filme apresenta-nos uma jovem de 26 anos que procura emprego para ajudar a sustentar a família. É na família Traynor que encontra um "ganha pão". O trabalho parecia simples: tomar contar de Will Traynor, que ficara tetraplégico, num acidente de mota.

Como toda a gente, Will tinha dias melhores e dias piores.

Publicidade
Publicidade

Lou encarou com boa disposição todos os desafios. A personagem de Emilia Clarke espalha alegria em quase todas as cenas. As suas roupas coloridas e a sua inocência peculiar, aliadas ao sarcasmo de Will, tornam o filme animado e captam cada vez mais a atenção dos espetadores.

Da personagem de Sam Clafin podemos conhecer um antes e um depois. Do antes, ainda que pouco seja revelado, é possível perceber que Will era dotado de um espírito jovem e de uma vontade de viver invejáveis, e, além disso, tinha claramente muito sucesso no mundo feminino.

"Me Before You" toca diretamente no coração dos mais sensíveis
"Me Before You" toca diretamente no coração dos mais sensíveis

No seu antes, Will jamais prestaria atenção a uma rapariga como Lou. Já no seu depois - do acidente - Will torna-se mais reservado, os seus melhores dias não são motivo suficiente para que goste da vida e a desilusão - que muitas vezes dá lugar a desespero e frustração - é evidente até no seu olhar.

O filme tinha tudo para ser apenas mais um melodrama do tipo "A Culpa É Das Estrelas", em que um dos dois padece de um problema e é missão do outro acompanhá-lo e mostrar-lhe que o amor supera tudo.

Publicidade

Surpreendentemente, "Me Before You" consegue ser um melodrama bastante peculiar.

Quando Lou começa a cuidar de Will, a jovem tem namorado e a relação dura uma grande parte do filme. Essa relação porém, gradualmente vai perdendo os pilares. Gradualmente também, a relação de Will e Lou ganha pilares e o carinho que ambos nutriam um pelo outro transforma-se em algo mais.

A peculiaridade desta realização de Thea Sharrock reside em questões como a eutanásia, o sentido da vida, a utopia do amor e o egocentrismo humano, relativamente abordadas.

É compreensível que não se tenham aprofundado estas questões, uma vez que este é um filme destinado a grandes massas. Ainda assim, o filme conseguiu alcançar as expetativas dos mais exigentes. Está longe de ser o melhor melodrama de sempre, embora esteja ainda mais longe de ser o pior.

"Me Before You" toca diretamente no coração dos mais sensíveis. No entanto, o filme ganha pelas questões com que confronta os mais racionais. E é bem provável que estes, desconhecendo a história e esfomeados pelo querer saber mais e aprofundar tais indagações, partam para o desejo de ler o livro.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo