Nesta quarta-feira (31 de Agosto), pelas 23.50 horas, no Posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) do Fundão (pertencente ao Comando Territorial de Castelo Branco), um militar, que aí se encontrava a efectuar mais um turno de serviço, foi encontrado sem vida. Logo que o corpo foi encontrado, foi imediatamente chamado o 112, que prontamente respondeu.

Publicidade
Publicidade

Rapidamente o transportaram para o Hospital da Covilhã, mas já nada puderam fazer e o óbito foi confirmado pelas 01.26 horas. As causas estão ainda por apurar, mas o que já se sabe é que uma arma de fogo estará envolvida nessa morte. O que automaticamente não deixa de lado a hipótese de suicídio.

Uma vez que foi uma morte repentina e inexplicável, o corpo obrigatoriamente foi autopsiado e aguardam-se os respectivos resultados, para que então se possa tentar perceber um pouco melhor como tudo pode ter acontecido.

GNR sempre pela lei e pela grei
GNR sempre pela lei e pela grei

Caso se trate realmente de mais um suicídio na GNR, fica imperativo que algo seja feito, para que o que aconteceu o ano passado não se repita de novo. Somente em 2015, na GNR e na PSP, 15 a 16 elementos integrantes dessas Forças de Segurança colocaram termo à própria vida, recorrendo mesmo à sua arma de serviço.

Não é por acaso que as Forças de Segurança são um grupo mais sujeito ao suicídio, pois o stress, a pressão, os turnos, o risco e a perigosidade, aumentam em muito o desgaste físico e psicológico de cada um, pelo que facilmente poderão desencadear depressões graves e profundas, que podem acabar mesmo no suicídio.

Publicidade

Muitos estão a quilómetros de distância dos familiares mais próximos e dos amigos, e não possuem um suporte emocional que os ajude a combater esses mesmos estados depressivos, e sem a ajuda necessária, poderão mesmo, em último recurso, colocar termo à vida.

Aos militares da GNR e agentes da PSP, sugiro que, se precisarem, peçam ajuda e não tenham receio de o fazer. Mais vale ser ajudado e conseguirem recuperar, do que não pedirem ajuda e acabarem por colocarem termo à vida.

Quem se suicida não quer morrer, quer é acabar com a dor e com os problemas, por isso, peçam ajuda!!

Leia tudo