Foi neste último sábado (6 de Janeiro), que na esquadra da Polícia de #Segurança Pública (PSP) da Baixa da Banheira, aproximadamente pelas 22h00, foi recebido um alerta relativo a desavenças entre familiares feito por vizinhos. Desavenças essas que aparentemente continham mesmo ameaças de morte.

Polícias recebidos com insultos e agredidos

Logo após o alerta, a PSP prontamente enviou para o local uma patrulha a fim de averiguar tudo o que se estava a passar e para colocar fim aos desacatos e repor a ordem. Mas quando os agentes de autoridade chegaram ao local foram logo insultados e acabaram mesmo por ser agredidos.

Logo que começaram os insultos e agressões, de imediato os agentes da PSP pediram reforços.

Desacatos terminam com homem de 39 anos detido

Posteriormente, mesmo depois de tanta resistência dos envolvidos, acabaram mesmo por deter um homem com 39 anos. Mas após ser detido, foi libertado e notificado para comparecer esta segunda-feira (8 de Janeiro) perante um juiz de instrução para ter conhecimento das medidas de coação aplicadas.

Um dos agentes da PSP, devido à natureza das lesões que sofreu, e do soco que levou na zona da cabeça, necessitou mesmo de ser transportado para um hospital para receber tratamentos médicos apropriados. Sendo ainda que é obrigatória a sua apresentação ao juiz no Tribunal da Moita. Porque se não comparecer, incorre num crime de desobediência e será alvo de um mandado de detenção.

Agressões a agentes da PSP continuam sem punição

A onda de agressões contra as forças de segurança no cumprimento do dever continua sem fim à vista.

Os melhores vídeos do dia

Acontecem quase diariamente, e com uma violência que cresce a cada dia que passa.

Somente no ano passado (2017), aproximadamente 400 agentes de autoridade foram agredidos em serviço. Os agressores continuam apenas a ser detidos, mas libertados quase de seguida, ficando quase sempre com a medida menos gravosa, o termo de identidade e residência.

Enquanto assim for, e continuarem a ficarem impunes, eles continuarão a agredir os polícias.

Casos conhecidos de agressão a polícias no cumprimento do dever

Já são vários os casos conhecidos de polícias agredidos. Em julho de 2017, um grupo de agentes da PSP foi brutalmente agredido por um gang durante as festas do Catujal. Um dos agentes necessitou mesmo de vários meses de baixa.

De igual forma, no ano passado, mas em Outubro, um polícia foi filmado a ser brutalmente agredido no jardim de Santa Catarina, em Lisboa. O agressor em questão tinha já antecedentes criminais por ofensas à integridade física.

E no Montijo, em novembro do ano passado, também Carlos Meireles, um chefe da PSP, foi atingido a murro ao defender uma mulher de uma agressão do próprio filho, junto à esquadra onde prestava serviço. #policias #sociedade