No início do mês de Julho foi chumbado o agravamento de penas em crimes contra polícias no Parlamento. Curiosamente e por infeliz coincidência, aconteceu no mesmo dia mais quatro agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) terem sido violentamente agredidos na Amadora durante o cumprimento do dever.

Todos os factos aconteceram após a ocorrência de um acidente de viação entre um veículo ligeiro e um autocarro. Quando os os agentes da PSP chegaram ao local da ocorrência, enquanto dialogavam calmamente com os intervenientes do acidente e iam tirando notas do sucedido, aperceberam-se que o condutor do veiculo ligeiro, com 25 anos de idade, não tinha habilitações para conduzir.

E foi nesse momento que o condutor e e outro indivíduo que viajava com ele na mesma viatura partiram para a violência, agredindo os quatro elementos da PSP, tal como o “Jornal i” avançou numa das suas mais recentes edições informativas.

Vídeo confirma agressões contra os agentes da PSP

Existe inclusive um pequeno vídeo a circular em redes sociais como o Facebook, onde se pode observar as agressões contra os polícias, a multidão a dificultar e a tentar impedir os mesmos de desempenhar o serviço deles e ainda os dois tiros para o ar que os agentes foram obrigados a efectuar para dispersar a multidão. Vídeo esse, que já conta com muitas visualizações e partilhas.

Perante o aglomerado de pessoas no local, a estatura corpulenta e robusta dos alegados agressores e a agressividade violenta dos mesmos, os polícias foram obrigados a efectuar dois disparos para o ar, para dispersar a multidão que tentava a todo o custo dificultar e até impedir o desempenho do serviço policial e também para conseguirem realizar a detenção dos dois indivíduos.

Ambos os suspeitos irão responder pelo crime de ofensas à integridade física qualificada e resistência e coação sobre funcionário, tal como já adiantou o "Noticias ao minuto".

Imediatamente após a detenção dos agressores, foram transportados para o Comando Metropolitano de Lisboa e permaneceram em celas de detenção, a aguardarem o primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial da Comarca da Amadora, para tomarem conhecimento das medidas de coacção aplicadas pelo tribunal.

Quatro polícias acabam feridos

Devido à violência das agressões, os quatro agentes da Polícia de Segurança Pública necessitaram mesmo de receber tratamento hospitalar. Mais uma vez se confirmou que a violência contra os agentes da PSP continua. Quase todos os dias surgem novos casos de policias agredidos no desempenho das suas funções.

Agressões essas, que dia após dia se tornam cada vez mais violentas e frequentes.

Quantos mais policias terão que ser agredidos para que medidas drásticas sejam tomadas pelos tribunais, tais como por exemplo, aguardarem julgamento em prisão preventiva? É necessário que os tribunais não tenham receio de dar sentenças adequadas e correctivas para quem agride elementos da Policia de Segurança Pública, já que eles são o nosso garante de segurança, e além disso, eles são os representantes da lei e da ordem!!

E quando os policias não se sentem seguros nem para desempenhar a missão deles, como poderão eles manter-nos seguros a todos nós? Pensemos nisso, pois enquanto os polícias não estiverem seguros, todos nós também não estaremos.

Não perca a nossa página no Facebook!