Simba. Era este o nome do cão de 5 anos da raça Leão da Rodésia que foi abatido a tiro no passado sábado em Monsanto, Idanha-a-Nova. Tudo aconteceu quando o animal foi ao quintal do vizinho dos donos e foi alvo de tiros de espingarda, sendo que o alegado autor afirmou que disparou para o ar.

Publicidade
Publicidade

O caso está a levantar uma onda de choque e solidariedade para com os donos do cão e já foi criada uma petição pública.

Para o proprietário de Simba, o animal terá ido à propriedade do vizinho atraído pelos cães do mesmo, que tinham estado, momentos antes, na sua quinta, pelo que estranha o alegado comportamento do autor dos disparos. O dono do canídeo decidiu tornar a história pública através da sua página pessoal do Facebook, mas depressa se tornou viral, com milhares de partilhas de pessoas que se mostram indignadas pela morte de Simba.

Simba, o cão morto no sábado
Simba, o cão morto no sábado

Por outro lado, o dono do animal entende que esta morte deve ser vista como um símbolo nacional contra os maus-tratos a Animais, sendo que o partido político PAN - Pessoas-Animais-Natureza já ofereceu apoio jurídico ao casal. No entanto, diz não querer qualquer dinheiro mas que se vier a receber indemnização, será doada a instituições de defesa dos animais. De recordar que desde setembro do ano passado, os maus-tratos a animais de estimação são considerados crime público, pelo que o caso foi comunicado ao Ministério Público.

Publicidade

À dor da perda tem-se juntado uma onda de solidariedade, a nível nacional, com milhares de pessoas a enviarem mensagens de apoio ao casal, como de resto o demonstra a petição pública, que já conta com cerca de 50 mil assinaturas, designada "Fazer justiça pela morte do Simba". Na petição é possível ler que "O nosso país tem que fazer mais por estes animais e punir seriamente quem faz mal", sendo endereçada a "Pedro Passos Coelho, O PAN - Partido pelos Animais e pela Natureza e Ministério do Ambiente".

Entretanto, na certidão de óbito do animal, o veterinário que o acompanhava há vários anos atestou que Simba nunca se mostrou agressivo.

Leia tudo