Foi uma sexta-feira negra para quatro pessoas que perderam a vida nas estradas portuguesas. Os trágicos acidentes ocorreram em diversas localidades de Portugal e as vítimas têm entre 44 e 86 anos de idade. Há o registo, ainda, de vários feridos, entre os quais crianças duas crianças de apenas duas crianças. As causas para aqueles fatídicos acidentes estão a ser investigadas por parte das autoridades que tomaram conta das respectivas ocorrências.

Sangue volta a manchar estradas no Algarve

Um dia depois de terem morrido duas pessoas na fatídica Estrada Nacional (EN) 125, a região algarvia, a Sul do país, voltou a ser referida no mapa da sinistralidade rodoviária.

Duas pessoas morreram na sequência de dois acidentes ocorridos nesta sexta-feira, 19 de Janeiro, em Lagos e Loulé. Eram 15h30 quando o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) recebeu o alerta para um #Acidente na Avenida da Fonte Coberta, em Lagos. Alegadamente, um condutor de 78 anos terá saído da sua faixa de rodagem vindo a embater frontalmente com um outro automóvel que seguia em sentido contrário, com dois ocupantes, um casal de nacionalidade holandesa com cerca de 60 anos.

O idoso não resistiu aos ferimentos sofridos e morreu, enquanto o casal sofreu ferimentos considerados ligeiros. As causas do acidente são desconhecidas, mas alguns populares referiram que o septuagenário perdeu o controlo do automóvel, não afastando a hipótese de ter sido vítima de doença súbita.

Os melhores vídeos do dia

Menos de uma hora depois, o mesmo CDOS é alertado para a ocorrência de um outro acidente de viação, desta vez em Esteval, naquela que é designada como a nova variante da EN125, no concelho de Loulé. Tratou-se, igualmente, de uma violenta colisão frontal entre dois automóveis ligeiros de passageiros. Um dos automóveis, de alta cilindrada e de matrícula alemã, era conduzido por uma mulher que ficou encarcerada nos escombros do veículo. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. No mesmo veículo seguia uma outra pessoa que ficou ferida. No outro automóvel, viajavam três pessoas, que ficaram, também, feridas.

Despiste mata homem de 44 anos

Ao final da tarde, por cerca das 18 horas, um homem de 44 anos perdeu a vida na sequência do despiste do veículo onde seguia na Quinta do Conde, concelho de Sesimbra. O condutor perdeu o controlo do automóvel que viria a chocar contra um muro de uma habitação na Rua da Serra da Arrábida. Nas operações de socorro estiveram envolvidos sete operacionais do corpo de #Bombeiros Voluntários de Sesimbra, auxiliados por duas viaturas.

Para o local foi accionada, ainda, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (#INEM) afecta ao Hospital de São Bernardo, de Setúbal. A ocorrência foi registada pelos militares da Guarda Nacional Republicana.

Mulher morre no hospital após acidente

Também na tarde desta sexta-feira, uma mulher de 86 anos morreu no hospital, algumas horas depois de ter sido vítima de um acidente ocorrido na Estrada Nacional (EN) 304, no concelho de Vila Real. Tratou-se de uma colisão frontal entre dois automóveis, que provocou ferimentos em duas crianças, de dois anos, e em duas mulheres, de 28 e 57 anos. O socorro foi prestado por mais de duas dezenas de operacionais do corpo de bombeiros da Cruz Branca, auxiliados por dez viaturas. As causas do acidente estão a ser investigadas pelos militares da GNR.