Um motociclista, de 34 anos, perdeu a vida na manhã deste domingo (24 de Junho) na cidade das Caldas da Rainha. João Granado conduzia a sua moto, numa das ruas daquela cidade do distrito de Leiria, depois de ter sido interceptado pelos agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) a conduzir sob o efeito de álcool. Acabou por se despistar, não conseguindo resistir às lesões sofridas. Já na manhã desta segunda-feira (25 de Junho), dois homens morreram na sequência de acidentes ocorridos em Cantanhede e Ovar, nos distritos de Coimbra e Aveiro, respectivamente.

Motociclista morre em despiste

O domingo despertou nas Caldas da Rainha de forma trágica, designadamente na Rua Sebastião de Lima, em pleno centro da cidade.

Eram cerca das oito horas da manhã, quando João Granado, de 34 anos, residente na mesma cidade, perdeu o controlo da moto que conduzia, entrando em despiste. Os moradores foram surpreendidos pelo estrondo causado pelo acidente e depararam-se com o corpo da vítima na estrada, enquanto a cerca de uma dezena de metros estava o veículo. De acordo com o jornal Correio da Manhã, o fatídico acidente ocorreu minutos depois de o motociclista ter deixado a Esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP) local, após ter sido interceptado a conduzir sob o efeito de álcool no âmbito de uma acção de fiscalização. Foi notificado a comparecer em tribunal na manhã desta segunda-feira.

Apesar do socorro prestado pelos Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha, auxiliados por uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), a vítima não resistiu aos ferimentos sofridos e o óbito acabaria por ser declarado no local.

Os melhores vídeos do dia

As circunstâncias em que ocorreu o acidente encontram-se a ser apuradas pelos agentes de investigação criminal da Polícia de Segurança Pública, que estiveram a recolher elementos de prova.

Condutor morre após indisposição

Entretanto, pouco antes das 9h30 desta segunda-feira (25 de Junho) um homem de 68 anos morreu na sequência do despiste do automóvel que conduzia, na localidade de Arada, no concelho de Ovar. De acordo com fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR), citada pelo Jornal de Notícias, a vítima ter-se-á sentido e mal, perdendo o controlo da viatura onde seguia acompanhado pela sua mulher, que sofreu ferimentos considerados ligeiros, tendo sido transportada para o Hospital de São Sebastião, unidade do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga. As causas do acidente estão a ser investigadas pelo Núcleo de Investigação de Crimes de Acidentes de Viação da GNR.

Por sua vez, em Cantanhede, uma colisão frontal entre dois veículos causou um morto e dois feridos. O violento acidente ocorreu por cerca das 08h00 tendo as vítimas ficado encarceradas nos escombros das viaturas.

Nas operações de socorro estiveram envolvidos os operacionais do Corpo de Bombeiros Voluntários de Cantanhede, auxiliados pelos socorristas do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que accionou uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e uma ambulância. Os feridos, um considerado em estado grave, foram transportados para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.