MorreuJosé Mariano Rebelo Pires Gago, ex-ministro da Ciência e Tecnologia nosgovernos de José  Sócrates e António Guterres. O Físico sofria de cancro,que tinha sido diagnosticado há dois anos. Mariano Gago, nascido em Lisboa, em1948, teve uma carreira de sucesso na área das ciências. Licenciou-se emEngenharia Eletrotécnica, na Universidade Técnica de Lisboa, em 1971, cincoanos depois doutorou-se em Física, pela Faculdade de Ciências daUniversidade de Paris.

Entre 1971 e 1976 foi bolseiro no Instituto de AltaCultura, no Laboratório de Física Nuclear e Altas Tecnologias na ÉcolePolytechnique, em Paris, e entre 1976 e 1978 na Organização Europeia dePesquisa Nuclear.

 Colaborouno CERN durante vários anos em Genebra, no qual foi membro do concelhoentre 1985 e 1990. Foi Presidente da Junta Nacional de Investigação Científicae Tecnológica entre 1986 e 1989 e também Presidente do Laboratório deInstrumentação e Física experimental de Partículas.

Além disso, teve umacarreira como docente académico no Instituto Superior Técnico, no qual foiagregado em 1979 e, mais tarde, Professor Catedrático.

Aolongo da sua carreira, o Professor Mariano Gago refletiu sobre a relaçãoque existe entre o ensino e a pesquisa nas universidades. Em 1995, foichamado por António Guterres para a posição de ministro da Ciência eTecnologia, posição que continuou a ocupar até ao fim do segundo governodo Ex-Primeiro-ministro.

Nestas funções, Mariano Gago empenhou-se emtornar o conhecimento científico e tecnológico mais acessível aosportugueses e criou, assim, em 1996, o Programa Ciência Viva, que tinha precisamente estepropósito.

Entre 2005 e 2011, integrou os governos socialistas de José Sócrates,como ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. No desempenho destasfunções, Mariano Gago foi responsável pelo encerramento de duas Universidadesprivadas:  a Universidade Moderna, em 2005, e a UniversidadeIndependente, em 2007.

O Físico tinha ainda algumas condecorações, tantonacionais como internacionais, na qual se destaca a comenda na Ordem Militar deSantiago de Espada de Portugal, em 1992, e ainda a Grande-Cruz com Estrela daordem de Mérito da Alemanha, em 2009.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo