E se um país tivesse a cura para algumas das doenças mais graves do mundo? A Coreia do Norte diz ter um medicamento capaz de prevenir e curar Ébola, SIDA, pneumonia e MERS. Não, não estamos a brincar. O anúncio foi mesmo feito esta sexta-feira pelo regime de Kim Jong-un. O fármaco em questão chama-se Kumdang-2 e baseia-se na planta ginseng, que é obtida a partir de fertilizantes misturados com óxidos de difícil separação.

De acordo com a agência de notícias da Coreia do Norte, uma injecção de Kumdang-2 trata facilmente os doentes com Ébola ou MERS e com outras "doenças relacionadas ao sistema imunológico".

Este anúncio surge numa altura em que a Coreia do Sul luta contra uma epidemia de MERS, que já matou 20 pessoas e infectou mais de 160 no país.

MERS já provocou 454 vítimas mortais

A MERS (Síndrome Respiratória do Médio Oriente) é uma doença respiratória causada por um coronavírus, sendo que desde que foi detectada (2012) já infectou mais de um milhar de pessoas.

454 dos doentes perderam a vida. Nesta altura, no que respeita à situação da Coreia do Sul, as autoridades do país acreditam que a epidemia está a perder força - isto apesar de já terem sido detectados casos noutros países, nomeadamente Tailândia ou Alemanha (onde já houve duas mortes este ano).

Ébola preocupou e muito em 2014

Outra das doenças que a Coreia do Norte diz poder curar é o Ébola. Há mais de um ano, um surto fugiu de controlo na África Ocidental, chegando inclusive à Europa e à América. Libéria, Serra Leoa e Guiné foram os principais países afectados, entre os mais de 25 mil casos detectados (cerca de 11 mil pessoas morreram).

Recentemente, a Libéria - foco inicial da epidemia - foi considerada como estando livre de Ébola, ao não registar qualquer infecção durante 42 dias consecutivos.

Os melhores vídeos do dia

No entanto, para já não há qualquer cura comprovada para a doença por ebolavírus, que, apesar de não ser dos mais contagiosos, apresenta uma elevada taxa de mortalidade e sintomas iniciais semelhantes ao de uma gripe.