Um camionista português e um outro espanhol morreram na manhã desta quarta-feira, 25 de Outubro, num Acidente ocorrido na RN10, na zona de Bordéus, em França. Tratou-se de um choque em cadeia que envolveu seis veículos pesados de mercadorias. Para além das duas vítimas mortais, ambas com cerca de 50 anos de idade, há ainda o registo de vários feridos. A estrada esteve encerrada à circulação rodoviária durante várias horas para facilitar as operações de socorro e limpeza da via.

De acordo com a imprensa francesa, o alerta para o acidente foi dado cerca das 10h30 para a RN10, após a PK17, saída de Marsas, na direcção de Bordéus/Angoulême.

O choque em cadeia terá tido origem quando um dos seis veículos pesados de mercadorias que ali circulava reduziu a velocidade em plena via rodoviária, eventualmente devido a uma travagem brusca. Os restantes veículos não terão conseguido evitar a colisão, provocando uma série de choques. As verdadeiras causas e as circunstâncias em que ocorreu o violento acidente estão a ser investigadas pelas respectivas autoridades.

As vítimas mortais, os motoristas de nacionalidade portuguesa e espanhola, eram os condutores dos últimos veículos envolvidos no acidente.

As informações disponibilizadas deram conta que os dois homens terão ficado encarcerados nos escombros dos respectivos pesados de mercadorias, o que fez prolongar as operações de socorro. Enquanto uma das vítimas terá morrido antes da chegada dos socorristas, os serviços de emergência chegaram a accionar para o local um helicóptero para transportar a segunda vítima para a unidade hospitalar, mas esta acabou por não sobreviver aos ferimentos, morrendo também no local do acidente. Os restantes motoristas foram socorridos, tendo alguns deles ficado em estado de choque perante a violência da colisão.

Segundo informação prestada pelos bombeiros, os quatro motoristas dos quatro primeiros veículos não terão sofrido ferimentos.

As autoridades decidiram interromper a circulação rodoviária naquele troço da RN10, para facilitar as operações de socorro e de limpeza da via, tendo o trânsito sido desviado para estradas secundárias, com os veículos pesados a serem aconselhados a utilizarem a auto-estrada A10 como alternativa. Outros optaram por ficarem imobilizados na berma da estrada a aguardar pela reabertura da circulação, o que só veio a acontecer algumas horas depois.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo