No final de novembro, a Sony revelou que aPlayStation 4 tinha vendido mais de 30 milhões de unidades em todo o mundo; números bastante satisfatórios para um produtoque está no mercado há sensivelmente dois anos. Passado pouco mais de um mês, a companhia nipónica atualizou estes números e anunciou que a sua consola já chegou às 35.9 milhões de unidades vendidas em termos globais. Um aumento significativo, num curtíssimo espaço de tempo, que pode ser explicado pelas 5.7 milhões de PS4 vendidas "durante a época de Natal de 2015", explica a Sony em comunicado de imprensa.

Andrew House, presidente e CEO da Sony Computer Entertainment, não tardou em manifestara sua enorme satisfação face aosresultados apresentados pela PS4, uma consola capaz de unir uma comunidade que "está a crescer mais do que nunca". Além disso, garantiu que a companhia vai continuar focada no seu compromisso de proporcionar aos jogadores "experiências de entretenimento inovadoras", que serão possíveis com o lançamento, já em 2016, de jogos como Uncharted 4: A Thief's End, Horizon: Zero Dawn ou The Last Guardian.

Tentamossaber, junto de fontes oficiais, números concretos das vendas daPlayStation 4 no nosso país. O porta-voz daAdagietto, empresa responsável pela comunicação da marcaPlayStation em Portugal, explicou-nos que, devido à falta de dados revelados pela Sony em relação a esta matéria, é impossívelforneceresse tipo de informações, pelo menos de momento.

Por sua vez, um membro da sucursal lusa daSony Computer Entertainment Europe, quando lhe fizemos a mesma questão, limitou-se a referir que se trata de um assunto que "não podemos comentar", apesar de estar a ser preparada uma "comunicação nesse sentido".

Assim, para já, fica complicado tirar conclusões acerca do sucesso da mais recente consola doméstica da Sony em Portugal, um país que, nos últimos anos, tem mostrado uma clara preferência pela marca PlayStationem relação à concorrência, Nintendo e Microsoft (Xbox). Certo é que que a indústria dos videojogos continua a crescer em território luso, e a passo acelerado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo