O presidente da Câmara de Laglio, no norte da Itália, onde está situada a casa de George Clooney, emitiu recentemente um novo decreto-lei. Este obriga ao pagamento de uma multa a quem se aproximar da mansão do ator e da sua esposa. Numa declaração ao jornal inglês The Telegraph, o autarca Roberto Pozzi informa que o valor da multa começa nos 50 euros e ultrapassa os 500 euros, correspondendo a 600 dólares norte-americanos.

Publicidade
Publicidade

Roberto Pozzi deu ordem para que a punição fosse aplicada a todos aqueles que pisarem os terrenos ou estacionarem um carro ou barco a menos de 100 metros das duas mansões George Clooney, nomeadamente, a Villa Oleandra e a Villa Margherita.

O ator e realizador comprou, em 2002, a Villa Oleandra, construída no século XVIII, por cerca de 7,5 milhões de euros e, mais tarde, a Villa Margherita, que se situa perto da primeira, na tentativa de aumentar a sua privacidade.

As mansões têm sido alvo de situações insólitas.
As mansões têm sido alvo de situações insólitas.

Ambas as mansões se situam em Laglio, uma pequena comunidade italiana da região da Lombardia, na província de Como, à beira de um lago com o mesmo nome. Desde então, a população, fãs e paparazzis têm-se deslocado até lá, passeando em redor da mansão, espreitando por curiosidade ou, até mesmo, tocando à campainha para pedir um autógrafo ou tirar uma fotografia com a celebridade.

A implementação da política advém do facto da mansão atrair muitos curiosos, prejudicando a normalidade do decorrer do dia-a-dia do casal.

Publicidade

No ano passado o presidente da câmara já tinha alertado a população, apelando à sua compreensão e pedindo que não perturbassem o ator. Sem efeito, Roberto Pozzi acrescenta, agora, uma pesada multa à medida preventiva. Segundo o autarca, numa declaração ao jornal italiano Corriere della Sera, "Estas proibições são necessárias porque já aconteceram episódios desagradáveis", explicou.

O objetivo passa por proteger a privacidade do ator e da sua esposa Amal Alamuddin, advogada de direitos humanos, tentando que nenhuma destas situações se volte a repetir e fazendo os possíveis para que o casal se mantenha a viver no local.

Leia tudo