O famoso festival Coachella de música e arte, cuja primeira parte decorreu no fim-de-semana passado na Califórnia, Estados Unidos da América, tem sido notícia pelas mais variadas razões: primeiro pela presença de uma das candidatas a mulher mais bonita do planeta, a portuguesa Sara Sampaio; depois pelo inesperado beijo da rainha da pop, Madonna, ao rapper Drake. Mas, desta vez, o motivo volta a ser o cantor Justin Bieber. De acordo com a imprensa internacional, o canadiano terá sido expulso do festival no passado domingo, dia 12 de Abril, depois de se ter envolvido numa acesa discussão com os seguranças do evento.

Ao que tudo indica, a estrela pop tentava, junto com a sua comitiva, aceder à área dos artistas para assistir ao concerto de Drake, mas os seguranças informaram que aquela área já estava lotada.

Bieber não terá gostado do facto de ter sido vedada a sua entrada e começou a discutir com os seguranças, afirmando que não podia assistir ao concerto no meio da multidão, pois corria o risco de ser reconhecido pelos fãs e de não ter quem o protegesse.

A discussão terá ainda dado origem a manobras de imobilização, quando um funcionário do festival se disponibilizou para levar o grupo até à área VIP. Contudo, um dos seguranças não terá gostado da atitude e imobilizou o artista, pedindo-lhe de seguida que se retirasse do local. Apesar da insistência de que possuíam pulseiras que lhes davam direito de acesso à área e de que haviam sido convidados pelo próprio rapper Drake, Bieber foi mesmo expulso do recinto. De acordo com uma fonte próxima do cantor, ele terá saído do festival e pensa agora processar a organização do evento.

Os melhores vídeos do dia

Este último dia do primeiro fim-de-semana de festival foi ainda marcado pelo inesperado beijo de Madonna a Drake, que foi muito comentado pela cara que o rapper fez depois da cena. Apesar de criticado, o artista explicou já no Instagram a sua expressão, pedindo para que "não me interpretem mal o meu estado de choque! Eu dei uns amassos na rainha Madonna e sentir-me-ei completo para sempre. Obrigado, Madonna!".