Há duas semanas, Isabel Figueira e César Peixoto baptizaram o filho, mas a forma como o ex-companheiro da apresentadora compareceu na cerimónia, fez com que fosse alvo de críticas. César chegou atrasado à celebração e vestia roupa desportiva. Alguns dias depois, o futebolista, em entrevista a um canal de televisão, justificou o atraso e a roupa com que se apresentou no baptizado: a celebração, afinal, foi a uma hora diferente da que lhe tinha sido comunicada.

Publicidade
Publicidade

Depois destas declarações, Isabel Figueira emitiu um comunicado onde apresenta a sua versão dos factos.

A polémica em torno dos preparativos para o baptizado tem motivado uma troca de acusações entre o ex-casal. O futebolista acusou a ex-companheira de o ter excluído da organização do baptizado e de só o ter informado da data, local e suposta hora da celebração. César Peixoto disse à comunicação social que pensava que a cerimónia começava mais tarde.

César Peixoto actualmente está com Diana Chaves
César Peixoto actualmente está com Diana Chaves

Contudo, quando ainda estava em casa, teve conhecimento, através das redes sociais, que a mesma já tinha começado e por isso só teve tempo de ir para o local o mais rápido possível, não tendo tido tempo de se vestir apropriadamente para a ocasião.

Perante as declarações e publicações que têm sido feitas, Isabel Figueira decidiu prestar esclarecimentos sobre a organização da cerimónia. Num longo comunicado que enviou às redacções de alguns meios de comunicação social, a apresentadora dá a entender que houve cerimónias de preparação para o baptismo, que deviam contar com a presença de ambos os pais de Rodrigo e nas quais foi comunicada a hora da celebração.

Publicidade

Segundo Isabel Figueira, o futebolista não foi a estas reuniões, nem mesmo no fim-de-semana em que estava com o filho. A ex-companheira de César Peixoto defende-se ainda das acusações de querer afastar o Rodrigo do pai, explicando que o facto de este ter estar afastado do filho durante muito tempo, por causa da sua carreira, faz com que agora a reaproximação e os contactos mais frequentes tenham de acontecer de uma forma gradual.

Isabel Figueira faz também referência aos eventuais processos judiciais que o ex-companheiro terá interposto, dizendo que não foi notificada a esse respeito, mas que não se opõe a que César esteja com o filho, desde que tal não prejudique as suas rotinas escolares.

Leia tudo