Anúncio
Anúncio

Quando se pensa em acidentes de aviação muito raramente se fala em sobreviventes, por isso este acidente é notícia por dois motivos: primeiro porque não teve mortos, segundo porque dentro do avião viajava uma das famílias mais carismáticas do Brasil. Luciano Huck e Angélica estavam com as amas e os três filhos quando o avião ameaçou cair.

"Pensei que ia morrer", foi esta a frase de Angélica quando se lembrou do acidente. Abatida e com colar cervical, a apresentadora não hesitou em sorrir quando percebeu que estava viva e que a família estava bem.

O piloto e o co-piloto foram obrigados a fazer uma aterragem de emergência na cidade de Miranda, perto de Campo Grande, no Brasil, quando uma avaria mecânica bloqueou a passagem do combustível até aos motores.

Advertisement

Pressentido que iriam cair a qualquer momento, os dois tripulantes aterraram numa zona de criação de gado, mas de uma forma pouco ortodoxa.

Os três filhos, Joaquim, Benício e Eva, tal como as duas amas, sofreram ferimentos ligeiros e ficaram no hospital apenas em observação. Os cinco foram para casa mais cedo por não apresentarem lesões. O problema foi o impacto psicológico. Angélica contou que o filho mais velho, Joaquim, ficou em pânico quando ouviu o piloto dizer: "Vamos cair. Agarrou-se a mim e disse que não queria morrer", confessou a apresentadora, emocionada. Benício foi o único que se manteve calmo, pois a menina, Eva, "chorava sem parar".

O estado de saúde mais preocupante acabou por ser o da apresentadora. Angélica sofreu um estiramento muscular na região da lombar e uma pequena lesão na musculatura pélvica, enquanto Luciano Huck teve uma fratura na 11ª vértebra.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

"Ainda me doem as costas, mas estou bem melhor", revelou o apresentador, que terá que ajudar Angélica a ultrapassar o trauma. A apresentadora confessa que sempre que "fecha os olhos" se lembra do momento da queda e do "silêncio que se instalou, como se fosse um clima de morte". Os médicos aconselharam repouso a todos os que sofreram o acidente, sobretudo a Angélica, que deverá usar um colar cervical.