O presidente do PSG confessou à BBC que pretende reunir Messi e Ronaldo no PSG. Para isso, o clube parisiense terá que vender a sua actual estrela, o sueco Zlatan Ibrahimovic, e tentar convencer os dois melhores jogadores do planeta a juntarem-se em Paris. Ronaldo estará disposto a mudar, mais difícil de convencer será Messi, que está feliz e realizado no Barcelona.

Para 2016, o plano do presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, é construir o melhor clube do planeta, com a preciosa ajuda do dinheiro das arábias. Depois de mais um título francês conquistado, o presidente quer agora tomar a Europa de assalto e colocar o PSG nas equipas mais poderosas e perigosas do mundo.

Para isso, segundo avança o jornal desportivo "L`equipe", Nasse Al-Khelaifi tem feito "planos secretos" para reunir as condições necessárias para convencer Cristiano Ronaldo e Lionel Messi a rumar para o PSG.

As condições financeiras do clube da capital francesa não são um problema, contudo, apesar de Ronaldo estar disposto a sair do Real Madrid para um clube vencedor e que lhe dê mais garantias, vai ser necessário muito mais que o factor financeiro para tirar Lionel Messi do seu clube de coração, o Barcelona. O Real Madrid está aberto a negociar a sua maior estrela, principalmente por Florentino Pérez considerar que o português está numa fase descendente da sua carreira, porém, o Barcelona não está disposto a negociar o passe de uma lenda do clube e, sem sombra de dúvidas, um dos melhores jogadores da história do clube catalão.

Os melhores vídeos do dia

Na temporada que agora termina, Messi foi muito superior à concorrência e, após ter perdido nos últimos anos para Cristiano Ronaldo, este ano ninguém lhe retirará o título de melhor jogador do planeta. O argentino contribuiu de uma forma directa para o sucesso do Barcelona, que conquistou a Taça do Rei, a Liga Espanhola e a sua quinta Liga dos Campeões. Para PSG conseguir contratar o duo, terá que vender Zlatan Ibrahimovic e reunir as condições financeiras necessárias. Segundo o presidente do clube, isso só acontecerá em 2016.