"Odeio americanos, odeio a América" é o desabafo que está a gerar polémica nos Estados Unidos da América. A responsável pelo insulto é a cantora norte-americana Ariana Grande. A intérprete de sucessos como "Bang Bang", "Problem", "One Last Time" e "Break Free" já fez um pedido de desculpas público.

Publicidade
Publicidade

O vídeo da antiga estrela do canal infantil Nickelodeon a lamber uma travessa de bolos numa loja de donuts enquanto esperava com um grupo de amigos, no qual estava também o seu namorada, o bailarino Ricky Alvarez, foi divulgado pelo site de entretenimento TMZ.

O episódio, batizado de #donutgate nas redes sociais, mostra a atriz de 22 anos a lamber vários bolos colocados em cima do balcão, enquanto os empregados estão de costas. Grande parece ser desafiada pelos amigos.

A atriz de 22 anos disse ainda odiar a América
A atriz de 22 anos disse ainda odiar a América

Quando um dos empregados chega com um tabuleiro de doces de tamanho extra grande, a cantora desabafa de forma bastante audível: "Odeio americanos. Odeio a América". Não se ficando por aqui, acrescenta: "Isto é nojento".

Depois de o vídeo, supostamente captado no passado fim-de-semana na Califórnia, ter sido revelado pelo TMZ, Ariana Grande disse na sua página oficial do Twitter "ter um imenso orgulho em ser americana".

O pedido de desculpas da intérprete, natural da Califórnia, foi acompanhado pela defesa de "um estilo de vida saudável" e por um alerta para a taxa de obesidade infantil que existe nos Estados Unidos da América, considerada uma das maiores do mundo.

Publicidade

"O que eu disse num momento privado foi tirado do contexto e lamento não ter sido mais comedida na escolha das palavras que usei", explicou a norte-americana.

A "má escolha de palavras" suscitou grande indignação no país natal de Ariana Grande e as imagens reveladas na última terça-feira já estão a ser alvo de uma investigação policial. Os bolos lambidos pela cantora podem ter sido vendidos a outros clientes da conhecida cadeia de donuts. As lambidelas não foram nunca referidas no pedido de desculpas emitido.

A investigação está a ser conduzia pela polícia de Lake Elsinore e também abrange a loja de donuts em causa, por deixar os expositores desprotegidos.

Leia tudo