Heitor Lourenço foi confundido com um terrorista no aeroporto de Orly, em Paris. O ator português de 47 anos foi detido pela polícia francesa por suspeitas de Terrorismo. Esteve retido durante seis horas, até as autoridades francesas perceberem que tudo não passou de um equívoco. A confusão gerou-se quando Heitor Lourenço, budista praticante, esteve a ler algumas passagens religiosas com caracteres tibetanos, que alguns passageiros consideraram serem letras árabes.

Tudo começou quando Heitor Lourenço apanhou um voo da companhia aérea Transavia com destino a Lisboa. Problemas técnicos e falta de combustível atrasaram sucessivamente a viagem.

Enquanto esperava pelo início do voo, o ator, que atualmente pode ser visto no ecrã com a personagem Moisés em "Bem Vindos a Beirais" da RTP, decidiu fazer meditação, lendo alguns trechos de texto que estavam escritos com caracteres tibetanos. A dada altura, o comandante mandou sair todos os passageiros do avião e, ao iniciar a descida, Heitor Lourenço foi surpreendido por dois agentes da polícia francesa, que o levaram pelos braços e o colocaram num carro.

O ator, segundo conta à SIC, perguntou o que se estava a passar, mas ficou sem resposta. Já na esquadra do aeroporto de Orly, ficou a saber que era suspeito de terrorismo. A polícia explicou a Heitor Lourenço que tinha "estado a recitar o Corão em voz alta, que tinha estado a dizer a palavra morte e bomba" e que era "um terrorista com suspeitas de ameaça de bomba".

O ator lembrou-se que tinha estado a fazer meditação.

Os melhores vídeos do dia

Os caracteres tibetanos do texto que estava a ler foram confundidos com letras árabes e até o relógio digital do tablet que usa para contar o tempo daquela técnica de relaxamento foi confundido com o relógio de uma bomba. Um passageiro que viajava a seu lado com a mulher, filha e pais, pensou que se tratava de um terrorista e denunciou-o à tripulação.

A polícia francesa investigou então Heitor Lourenço, fazendo uma pesquisa na internet. Além de ter visto vários vídeos em que entrava, as autoridades do aeroporto de Orly consultaram também a página da Wikipédia, onde se pode ler que o ator é budista. A polícia abriu um processo contra o Moisés de "Bem Vindos a Beirais", mas prometeu fechá-lo depois de ter percebido que tudo não passou de apenas um equívoco.