Demi Lovato e Justin Bieber têm uma grande semelhança que os une: ambos cresceram na indústria musical. Em entrevista à rádio inglesa “Kiss”, a cantora falou sobre as enormes dificuldade que é passar toda a sua adolescência sob os holofotes dos media internacionais e de milhões de fãs em todo o mundo. Amigos há alguns anos, Demi elogiou o enorme sucesso que Justin Bieber conseguiu atingir depois de uma grande paragem, adiantando mesmo que o mundo vai enfrentar uma nova “bieber fever”.

Poucos são os artistas que conseguem criar um enorme sucesso em plena adolescência, mas Demi Lovato e Justin Bieber partilham esse feito. Desde muito novos sobre uma enorme pressão, os dois artistas atravessaram momentos muito idênticos de dificuldades de afirmação e até de um grande envolvimento com drogas e outros vícios que prejudicaram a uma certa altura as suas carreiras.

Em determinado momento, Demi Lovato chegou mesmo a pensar no suicídio.

“Crescer nesta indústria é algo muito complicado. Eu fui uma idiota durante todo o período da minha adolescência e é verdade que cometi muitos erros de que agora me arrependo. Na altura que estava na Disney, eu era completamente miserável, não me conseguia aceitar. Nesses aspectos, eu e o Justin temos algo em comum, passar toda a adolescência a sermos julgados por milhões de pessoas. Estou muito feliz com o seu regresso e tenho a certeza que graças ao seu novo single a bieber fever voltou para ficar”, revelou Demi numa entrevista à rádio “Kiss”.

Para além de ter falado de Justin Bieber e das suas evidentes semelhanças, Demi Lovato falou sobre o seu novo êxito “Cool for the Summer” e o quão feliz está nesta sua nova fase da vida, onde para além de estar visivelmente mais magra, está mais confiante que nunca.

Os melhores vídeos do dia

Apesar de todos os seus graves problemas, a cantora parece ter definitivamente ultrapassado os seus piores dias, esperando agora fazer um enorme sucesso com o seu álbum que está prestes a ser lançado. Conseguirá Demi ultrapassar Justin Bieber no topo das tabelas de vendas? Deixem os vossos palpites em baixo.