Blake Lively e Ryan Reynolds estão à espera de mais filho, de acordo com a revista People e com o site Us Weekly. Os actores vão dar as boas vindas a um menino, que será o irmão mais novo de James, a filha do casal, que tem 1 ano e 4 meses.

O casal de actores não tinha divulgado a informação sobre a gravidez a nenhum meio de comunicação social. Todavia, a barriga de Blake não passou despercebida às lentes das câmaras numa sessão fotográfica que a actriz fez para promover o seu novo filme "The Sallows", onde Blake aparece vestida com um fato justo e molhado, revelando todas as curvas do seu corpo, inclusive a do bebé que carrega.

A relação amorosa entre Lively e Reynolds tem acontecido de uma forma inesperadamente rápida, visto que os dois conheceram-se em 2011, durante as gravações de Green Lantern, e começaram a namorar enquanto gravavam o filme. Os dois apareceram pela primeira vez como casal na red carpet da estreia do filme. 

Os media norte-americanos têm desenvolvido muitas teorias sobre qual será o próximo passo na vida do casal, uma vez que, com apenas 1 ano de namoro Blake e Ryan casaram-se (em 2012) numa cerimónia privada em Boone Hall Plantation, localizada em Mount Pleasant, Carolina do Sul; tiveram a sua primeira filha, James, em Dezembro de 2014; e agora foi anunciado que o segundo filho do casal está à caminho.

Este casal é um dos mais cobiçados de Hollywood; a esposa de Ryan é sempre fotografada muito elegante nas red carpets, assim como o galante actor.

Os melhores vídeos do dia

Blake conheceu as luzes da ribalta depois de ter participado na série "Gossip Girl", onde interpretou Serena van der Woodsen.

Apesar da vida glamorosa que o casal tem em Hollywood, Lively e Reynolds são duas personalidades que gostam de apreciar os mais pequenos prazeres que a vida tem para oferecer e, devido ao lado mais maria-rapaz de Blake, os dois praticam muitas actividades ao ar livre.

Neste momento Blake está envolvida num projecto chamado 62 Million Girls, que tem como objectivo chamar a atenção das pessoas para as milhões de raparigas que não têm direito à educação.