Advertisement
Advertisement

O jovem ex-concorrente do concurso Love on Top da estação de Queluz de Baixo afirma que Andreia Silva abusou nas declarações que faz acerca dele e nega ser racista. Bruno Marvão entende que deve ir a tribunal lutar por justiça, pois diz que Andreia Silva não tem como confirmar as declarações que faz e que não autorizou a divulgação dos vídeos publicados. Nestes vídeos estaria explícito que o jovem de Vila Nova de Gaia estava embriagado.

A grande polémica entre o ex-casal

Andreia Silva, desde a sua entrada na terceira temporada do Reality Show da TVI, apresentado por Teresa Guilherme, tem feito bastantes afirmações difamatórias sobre o seu ex-namorado.

Bruno Marvão até lhe dá razão em algumas, mas o jovem polémico não confirma a pior acusação de todas. Bruno Marvão afirma não ter agredido Andreia Silva e muito menos confirma ser racista.

Advertisement

É de salientar que o jovem nortenho tem variadas publicações nas redes sociais onde está rodeado de pessoas de raça negra. Bruno defende-se e declarou que pretende esclarecer esta polémica que o envolve. Diz que será em tribunal que tudo irá ser esclarecido. Bruno Marvão estará a tratar de todos os passos com um advogado.

O concurso onde tudo começou

Love on Top é o nome do programa de entretenimento que é transmitido na estação de Queluz de Baixo. O concurso já conta com muitos telespectadores e com muitos fãs. Foi neste concurso de amores e desamores que esta polémica começou.

Bruno Marvão mostrou-se um jovem muito impulsivo e agressivo e Andreia fez questão de o mostrar nesta terceira temporada. As queixas da jovem de Lagos são sobre agressões por parte de Bruno. Eliane, por seu lado, afirma que o jovem é racista, devido a declarações feitas por ele quando estava alcoolizado.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

Bruno Marvão decidiu desistir de Love on Top 3, onde também tinha conseguido participar, mas não aceitou as acusações das duas concorrentes e preferiu sair. Já cá fora, fez as suas declarações e justifica-se sobre tudo o que se havia passado em Punta Cana, afirmando sempre que a culpa era sua.