Kylie Jenner é o destaque da revista Forbes, que lhe cedeu a capa e a apresentou como a futura multimilionária mais jovem de sempre. Aos 20 anos, a jovem empresária de moda e beleza já tem uma fortuna avaliada em 900 milhões de dólares, sendo que 800 milhões referem ao acumulado da sua marca, a Kylie Cosmetics, que ela fundou. Para a Forbes, a jovem começou do nada e fez a sua fortuna por conta própria, mas muitas pessoas referem que é tudo mais fácil para quem nasce numa família milionária. Porém, a ativista norte-americana Brittany Packnett foi mais longe nas críticas e, no Twitter, acusou a jovem de "apropriação cultural", ou seja, diz que Kylie fez a sua fortuna copiando o estilo das mulheres negras e que, agora que o conseguiu, está a mudar a sua imagem novamente.

Kylie Jenner acusada de aproveitamento

Brittany Packnett é a uma ativista norte-americana, que defende a beleza e a mulher negra, contando com milhares de seguidores que se identificam com a sua mensagem. Foi na rede social Twitter que ela revelou a sua opinião sobre toda esta questão da fortuna de Kylie Jenner. Não há como negar que a marca de cosméticos de Kylie é um sucesso, uma vez que já lhe arrecadou 800 milhões de dólares, mas para Brittany, o mérito da mais jovem da família Kardashian pode ser questionado.

E foi isso mesmo que ela fez no Twitter. Para a ativista, Kylie até pode estar na capa da revista Forbes como uma jovem multimilionária, mas não tem dúvidas que ela o conseguiu copiando o estilo e as feições que as mulheres negras sempre tiveram. Para ela, a diferença é que nas negras, isso era chamado de "estilo gueto", enquanto que em Kylie é sentido de estilo.Brittany foi mais longe, num segundo tweet, revelando que o problema não é a Kylie.

Os melhores vídeos do dia

O problema é cultural na América, escreveu, e se não fosse Kylie a aproveitar para rentabilizar com isso, teria sido outra pessoa a fazê-lo. Porém, ela disse taxativamente que o império de Kylie Jenner foi construído com "apropriação total da cultura negra".

Depois do sucesso, Kylie 'voltou a ser branca'

Após revelar a sua opinião sobre esta "apropriação cultural", Brittany lançou mais umas críticas ferozes à irmã de Kim Kardashian, acrescentando que agora que Kylie conseguiu toda a sua fortuna, ela voltou a mudar o seu estilo. Num outro tweet, a ativista escreveu: “E agora que ela fez fortuna? Aquele preenchimento de lábios saiu. E o bronzeado falso desapareceu.

Assim como Miley Cyrus antes dela, ela explorou a cultura negra e os negros enquanto foi lucrativo - e agora voltará ao conforto de ser branca. Porquê? Porque isso rende."

São palavras muito fortes da ativista, que se estão a replicar por toda a Internet. A verdade é que Kylie retirou mesmo o enchimento que usava há alguns anos na sua boca. A jovem alegou ter feito isto durante a amamentação da sua filha, deixando a entender que seria uma preocupação com a saúde da sua bebé. Mas, mais tarde, também referiu que estava a adorar o 'look' mais natural.

Esta não foi a primeira vez que Kylie ou as suas irmãs foram acusadas de "apropriação cultural", o que acontece quase sempre que elas aparecem com o cabelo entrançado, ou com os bronzeados mais exagerados. Agora, foi a vez de Kylie receber alguma atenção menos desejada.

Brittany também tem uma explicação para este sucesso das Kardashian/Jenner no suposto aproveitamento da cultura negra a seu favor. A americana revelou que, na sua opinião, é Kris Jenner, a matriarca da família, que está por trás de tudo isto. “Kris Jenner é um génio do mal, porque entende que na América a proximidade com a cultura negra vai te deixar mais rico do que ser negro."