Serena Williams é, para muitos, a melhor tenista de sempre. O palmarés fala por ela, numa carreira que já vai muito longa, e de alguém que sempre lutou para se manter no topo. Com algumas dificuldades pelo caminho, Serena continua a sua luta, especialmente depois de ter sido mãe pela primeira vez e de ter sofrido um pós-parto muito complicado. 319 dias depois de ser mãe, Serena deixou uma inconfidência, que a engrandece mais ainda. A tenista americana revelou, no Twitter, que não passou nenhum destes dias separada da sua menina, e contou como isso a faz sentir uma sortuda.

Novas prioridades

A tenista pode ter passado muitas horas da sua vida focada no treino, mas desde que é mãe que as suas prioridades mudaram.

Ela vai quebrando barreiras e provando que pode ser mãe e pode trabalhar com afinco. A prova é que dez meses depois de ter sido mãe da pequena Olympia, a tenista alcançou a final de Wimbledon, um dos quatro maiores torneios da temporada de ténis.

Na final, ela não venceu a alemã Angelique Kerber, mas a verdade é que provou que já está no topo do ténis novamente. Aos poucos, Serena vai-se aproximando do seu melhor e, na bancada, ou no final de cada treino, ela tem a sua bebé à espera. Apesar de toda a dedicação e comprometimento que é preciso para estar no topo do ténis, Serena não dispensa o tempo para a maternidade. "'319 dias desde que dei à luz esta bebé incrível, Olympia Ohanian, e passei 319 desses dias com ela. Tenho tanta sorte", escreveu a tenista no Twitter, juntamente com uma foto da menina a dormir no seu colo.

Os melhores vídeos do dia

Serena teve um pós-parto muito complicado

Aos 36 anos, Serena tem em Olympia o seu "troféu" favorito e o que foi mais difícil de conquistar. Serena e o treinador revelaram, desde o início, que o pós-parto tinha sido complicado. Quando Serena chegou à final de Wimbledon, o seu marido revelou tudo o que aconteceu após o nascimento da bebé, em setembro do ano passado. Correu tudo bem com o parto, e a bebé nasceu por cesariana. Porém, nas semanas seguintes, as coisas agravaram-se e Alexis Ohanian, o marido de Serena e cofundador do site Reddit, temeu pela vida da esposa.

Williams desenvolveu coágulos sanguíneos nos pulmões, e a medicação que utilizaram para diluir o sangue impediu que o corte de Serena cicatrizasse. A tenista teve que ser operada e Alexis contou que nessa altura, quando se despediu dela à entrada para a cirurgia, não sabia se a voltaria a ver com vida.

"Nós só queríamos que ela sobrevivesse e dez meses depois, ela está na final de Wimbledon", escreveu o marido, muito orgulhoso, no Instagram.

Serena é, realmente, uma desportista muito especial – e não só pelos 23 títulos do Grand Slam. Aos 36 anos, ela ainda é uma das melhores do mundo, apesar de tudo o que passou há dez meses. Ela concilia os treinos com a competição, as viagens entre torneios e todos os seus negócios com a sua filha no topo das prioridades.