Kendall Jenner fez uma declaração à Love Magazine que a deixou no centro de uma enorme confusão. Agora, a jovem modelo de 22 anos veio retratar-se publicamente e clama que foi "mal interpretada". A irmã de Kim Kardashian garante que não pretendeu insultar nenhuma das colegas de profissão e que as suas declarações foram tiradas do contexto. Certo é que algumas modelos e muitos fãs estão a criticar Kendall, acusando-a de ser uma "privilegiada" que, neste caso, não teve respeito pelas colegas do mundo da moda.

Declaração de Kendall Jenner à revista Love

Kendall tornou-se conhecida do público desde muito jovem, por causa da fama das irmãs Kardashian e também do pai, o ex-campeão olímpico Caitlyn Jenner.

No entanto, foi o programa "Keeping Up With The Kardashians" que lhe deu mais fama. Desde bastante jovem que Kendall, tal como a irmã mais nova Kylie, serviam de modelos para as coleções infantis da família e que apareciam no reality show. E foi também desde cedo que Kendall revelou que queria ser modelo.

A verdade é que ela cumpriu o seu sonho e em 2017, aos 21 anos, até foi a modelo mais bem paga do mundo. No entanto, são muitos os que acreditam que o "nome milionário" de Kendall lhe abriu muitas portas no mundo da moda e que ela não precisou de fazer os mesmos sacrifícios que muitas modelos precisaram, no início das suas carreiras.

Na declaração à revista Love, Kendall parecia criticar as colegas da moda por fazerem demasiados desfiles. "Desde o início, fomos muito seletivos sobre os desfiles que eu faria", disse Kendall, de 22 anos.

Os melhores vídeos do dia

“Eu nunca seria uma dessas raparigas que faria, tipo, 30 desfiles por temporada ou o que quer que essas raparigas fazem. Mais poder para elas. Mas eu tenho um milhão de trabalhos, e não só desfiles", concluiu a modelo, que agora está a receber alguma ira das colegas de profissão. É que, para muitas, "ser seletiva" nem sequer é uma opção, uma vez que elas têm de trabalhar no máximo de desfiles que puderem para ganharem a vida.

Kendall irritou várias modelos

Após a declaração à revista Love, Kendall foi criticada por algumas colegas. Vita Sidorkina, modelo da Sports Illustrated Swimsuit Edition, comentou “Talvez 'essas raparigas' tenham de pagar as contas e é por isso que elas fazem 30 desfiles! Sem palavras...". Também a modelo Peyton Knight escreveu, nos Instastories: "Esse tipo de desrespeito para outras modelos que não têm nome e precisam de entrar, por elas, na indústria é nojento. Não podemos 'escolher' quais desfiles fazer, e é uma honra fazer muitos... Se dissermos não a vários trabalhos, não teremos uma carreira".

A supermodelo russa Daria Strokous também se juntou às críticas: “'O que raio essas raparigas fazem' é o melhor para elas crescerem e tentarem ganhar algum dinheiro para que elas possam sustentar-se e às suas famílias... Ah, e são 70 desfiles por temporada e temos todas orgulho de todas as raparigas que fazem isso”.

Kendall diz que as suas palavras foram 'deturpadas'

Agora, Kendall tentou voltar atrás e, na rede social Twitter, ela garantiu que as suas palavras foram "deturpadas". "Infelizmente, as minhas palavras foram distorcidas e tiradas do contexto. Quero ser clara. O respeito que tenho pelas minhas colegas é imensurável", começou por explicar Kendall.

Depois, a estrela de televisão contou ainda que admirava todas as colegas, com as quais se inspirava diariamente: "Eu pude ver, em primeira mão, o seu compromisso incansável, a sua ética de trabalho, os dias intermináveis, a falta de sono, a separação da família e dos amigos, o stress das viagens", escreveu, acrescentando que "jamais" poderia falar mal disso.