"The Handmaid’s Tale" é uma série que nos faz pensar acerca do mundo em que vivemos e para onde ele caminha. Desde a sua estreia que prendeu um grande público aos ecrãs, devido a toda a história envolvente e o seu mistério. Estreou em junho a sua terceira temporada e existem diversas curiosidades que só aqueles mais atentos ou que fizeram alguma pesquisa é que as conhecem.

A história não é pura ficção

Sim, a autora do livro que deu origem à série já referiu diversas vezes que, apesar de haver algumas ideias que surgiram dela mesma, inspirou-se nalgumas sociedades retrógradas onde os direitos das mulheres ainda estão muito longe de vir a ser concretizados.

Publicidade
Publicidade

Por alguma razão o seu livro chegou a ser um dos mais proibidos das escolas americanas, e apesar de atualmente este ser um livro utilizado como material escolar, ainda existem algumas instituições que não o aceitam.

Ainda é importante referir que Margaret Atwood viu a sua obra traduzida para mais de 40 idiomas, o que demonstra o seu grande sucesso, que atualmente está a ser adaptado para banda desenhada.

Publicidade

A história por detrás das Aias

Até os nomes das Aias de "The Handmaid’s Tale" têm um propósito. Cada vez que uma das aias vai para determinada casa, esta recebe um nome novo, isto porque os seus nomes dependem sempre do seu comandante. O nome da aia tem sempre a seguinte junção: "Of" mais o nome do comandante. Vejamos, a personagem principal, Offred tem este nome pois é aia de Fred Waterford.

As Aias têm também um GPS implantado numa das suas orelhas.

Isto foi possível de constatar após a fuga de Offred, em que ela teve de cortar parte da sua orelha para retirar o dispositivo para não ser encontrada.

Quanto às roupas, também estas têm um segredo, pois a roupa de cada personagem, tal como os nomes, vai depender da sua função perante a sociedade de Gilead. As aias utilizam sempre roupas vermelhas para representar o sangue perdido no parto e também a Maria Madalena.

Já as esposas utilizam na série vestidos em tons de verde azulado (azuis no livro), uma forma de aludir à pureza da virgem Maria.

"The Handmaid’s Tale" é das melhores séries atualmente nos ecrãs, e já entrou na história ganhando um Emmy como sendo a primeira série original de um serviço streaming, bem como ainda mais quatro. De notar que também já ganhou dois globos de ouro, e tudo aponta para que esta série ainda tenha muitas outras temporadas, uma vez que expõe o tratamento malicioso e autoritário exercido sobre muitas mulheres em variados países, o que causa uma maior empatia e curiosidade sobre este assunto por parte dos espectadores.

Publicidade

Se ainda não viu "The Handmaid’s Tale", tenha em atenção que esta é uma série que demonstra cenas chocantes, com diversas torturas, violações e outros, e por isso ela é apenas indicada para maiores de 18 anos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo